Igreja Nosso Senhor do Bonfim

Igreja Nosso Senhor do Bonfim

Fé, Devoção e muita história.

Esse, sem dúvida, é um lugar que você precisa colocar no seu roteiro!

Uma das mais tradicionais igrejas católicas de Salvador. Foi construída em 1746 quando Theodózio Rodrigues de Faria, capitão-de-mar-e-guerra da marinha portuguesa, trouxe ao Brasil as imagens de Senhor Jesus do Bonfim e Nossa Senhora da Guia, cumprindo sua promessa após ter sobrevivido a uma tempestade em alto mar. 
Foi inaugurada no ano de 1754, após a conclusão das obras internas.


A igreja vista por dentro

Os azulejos portugueses permanecem nas paredes da Igreja!
Juntamente com a construção da igreja, iniciou-se o culto ao Senhor do Bonfim e a Nossa Senhora da Guia, criando-se, assim, a "Devoção do Senhor Bom Jesus do Bonfim".
Em 1773 iniciou-se a tradição da lavagem da Igreja, onde os escravos eram obrigados a lavarem a Igreja como parte dos preparativos para a festa do Senhor do Bonfim no segundo domingo de janeiro, depois do Dia de Reis.
Com o passar do tempo foi proibida a lavagem na parte interna da Igreja e o ritual foi transferido para as escadarias e o adro (pátio), iniciando-se com o cortejo de baianas que caminham desde a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia (que fica perto do Mercado Modelo) até o alto do Bonfim, carregando água de cheiro e cantando músicas africanas, num percurso de oito quilômetros.

A festa nos dias de hoje

A festa que mais atrai turistas para a cidade, ficando atrás somente do carnaval, hoje é celebrada na segunda quinta-feira do mês de janeiro.

E claro que fomos vivenciar de perto!
A celebração começou com uma missa na Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia às 9h da manhã. Após a queima de fogos iniciou a procissão.  Tentamos percorrer os oito quilômetros, mas com o sol de 32° foi impossível (passei mal após caminhar um quilômetro rs). 

Além dos devotos e turistas, há vários trios elétricos e blocos que fazem da procissão um acontecimento único! (Infelizmente, no ano de 2019, houve manifestação política.) 
Mas com certeza a energia é contagiante! Impossível descrever a sensação!

A tradição das fitas de Nosso Senhor do Bonfim

Frente da Igreja de Nosso Senhor do Bonfim (foto tirada em 2015)
A cerca em volta da igreja é repleta de fitinhas de Nosso Senhor do Bonfim, que podem ser compradas em qualquer lugar da cidade, todas amarradas por devotos e turistas que visitam o local. 
Antigamente as fitas eram chamadas de medidas por terem a medida exata do braço direito da estátua do Senhor do Bonfim.
Em todos os pontos turísticos você vai se deparar com alguém te oferecendo uma fitinha dizendo ser um presente, mas logo te pedem uma colaboração ou tentam vender algo. (nossa estratégia sempre foi dizer que não éramos turistas, assim eles não insistiam rs)

Nas duas vezes que estivemos na igreja estavam reformando (não sabemos se era ainda ou de novo rs), então não pudemos ver muita coisa. Mas sabemos que há um museu no andar superior que vale muito a pena conhecer.
Vale a pena também subir as escadas até a torre, onde você terá uma vista privilegiada da Cidade Baixa (o que também não pudemos fazer).

E quando forem visitar esse lindo lugar, lembrem-se de que há ambulantes, pedintes e aqueles que te oferecem uma fitinha como "presente" e tenha paciência! rs


Localização

Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários estarão visíveis após aprovação dos moderadores.
Agradecemos a sua visita.
Cadastre-se para ser avisado sobre novas publicações!

Popular Posts

Pesquisar este blog

Viaje conosco!

Receba as atualizações diretamente no seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Seguidores

Postagens Recentes

Postagens mais visitadas